Roda Pedaleira

terça-feira, junho 19, 2012

Travessia da Serra de Sicó - o rescaldo


O fim de semana de 16 e 17 de Junho trouxe., mais uma vez, a Travessia da Serra de Sicó organizada pela Roda Pedaleira. À hora marcada, 8h58, os Dents e outros amigos (um deles bem novinho, mas que se aguentou até ao fim "como gente grande"!) estavam em Condeixa prontos para mais uma aventura por terras de Sicó...
O trajecto preparado levou os BTTista por paisagens de "encher a alma", que ajudaram a fazer esquecer o esforço despendido! Depois de alguns reforços (sempre com o pessoal da logística em grande forma), o final da primeira etapa chegou, já bem perto da tardinha... E, no centro de estágio de Ansião, uma bela banhoca e o encontro com os familiares que os esperavam, deram ânimo para o segundo dia de aventura.
Após o jantar de grupo, uns mais cedo, outros nem tanto, "recolheram" aos quartos, para umas horitas de descanso...
Mas, a manhã rapidamente chegou e foi hora de partir rumo a Conímbriga, com o percurso por onde se passava a "encher as medidas"!
Perto das 16h30, Conímbriga, por fim, avistou-se, havendo ainda à espera dos BTTistas um almoço convívio, novamente com alguns familiares que os esperavam.
Mais uma iniciativa que para ficar na memória de quem participou!

Travessia de Sicó (16 e 17 Junho 2012)

4 Comentários:

  • Às 10:04 da tarde , Anonymous Tózé disse...

    Naquela manhã de sábado, 16 de junho do corrente ano, logo pela manhã cedo, levantei-me com o mesmo nervosinho miúdo que horas antes teimava em não me deixar dormir. Chamei o meu rapaz, Filipe, de 11 anos, e provoquei-o: "Vamos lá levantar!! Queres ir ou não à travessia?" Num salto levantou-se e com aquela expressão de entusiasmo genuíno respondeu-me convictamente "Claro que sim!!". Tomámos o pequeno almoço e às 08h05, lá estavamos nós em casa do Nuno "Xenifi", amigo e companheiro do pedal de longa data. "Então, isto é que são 08h00!!" Perguntou-me há chegada, seguido de um abraço único entre grandes amigos. "Bora p'ra Condeixa", disse-me depois de carregar a burra". "Siga", retorqui-lhe eu, "não vamos chegar atrasados duas vezes no mesmo dia!!"
    Lá chegámos ao local combinado, ainda antes da hora, e já lá encontramos alguns amigos e companheiros do pedal. Entre cumprimentos e brincadeiras de ocasião, tivemos também a oportunidade de conhecer novos companheiros, que cedo pudémos considerar amigos.
    A travessia iniciou-se, diria sem falhar muito à verdade, há hora combinada, e lá fomos nós rumo a Ansião, onde chegámos ao fim do dia. De queixo caído, não pelo cansaço, que já se fazia sentir, mas sobretudo pela paisagem deslumbrante, pela diversidade dos trilhos e, sobretudo, porque mais uma vez, pela quinta consecutiva a vitória foi para... o espírito de equipa. "Talvez amanhã esta confirme a vitória", pensou cada um para si.
    Depois de uma noite de descanso maroto, com a descoberta de talentos escondidos nas artes da expressão corporal, a alvorada não tardou a chamar por nós, ainda as 07h00 não tinham batido. "Estava ver que não, a cama já me fazia doer o corpo" foi o comentário comum entre o maranhal.
    Não querendo faltar à verdade, diria que no domingo a saída foi, à semelhança do dia anterior, há hora combinada. Deu-se continuidade à aventura que se iniciara no dia anterior, mais dura, mais fascinante e desafiante. Mais uma vez, por cenários deslumbrantes, entre a arte humana e as maravilhas da natureza, fomos nos deixando levar até às ruinas de Conimbriga, onde as nossas familias nos esperavam, e onde nos despedimos, não sem antes repor as energias e os líquidos. Comprovou-se o que todos esperávamos, e foi com alegria que confirmámos a sua vitória.
    Quando regressávamos a casa, de alma cheia e corpo dormente, olhei para o Filipe e senti no seu olhar a confirmação do que esperava "Uma experiência única na vida", que este Homem em construção acabara de viver. Duas lições, atrevo-me a afirmar, ele levou para casa. Em primeiro lugar, que as maiores vitórias são aquelas em que o homem se supera a si próprio. A segunda, é que em equipa o homem supera-se sabiamente!!
    Viva a Roda Pedaleira!!

     
  • Às 10:17 da manhã , Anonymous PresiDENT disse...

    Depois deste arrepiante comentário do "novo Dent" Tó Zé, não há muito mais a acrescentar!
    Deixo apenas o meu agradecimento a todos os que participaram (BTTistas, logística, familiares e amigos que marcaram presença) com um forte abraço... Como foi dito... viva o espírito de equipa... VIVA A RODA PEDALEIRA!

     
  • Às 10:10 da tarde , Anonymous R. Girão disse...

    Sem duvida...... nem sei o que dizer depois de ler o comentário do Tó Zé.
    Que grande fim de semana, mas isso já seria de esperar depois da experiência do ano passado. E sem duvida que superou, a logística que até mandava parar camiões,o companheirismo, a noite mal dormida, o percurso, as paisagens, os reforços, as bailarinas.....isto não era para dizer.... foi tudo do melhor. Obrigado a todos que tornaram este brutal fim de semana possível. Esperando já pela próxima e como muitos dizem do Eiras Single Track, não dá para fazer duas vezes por ano?????? eu sei de alguém que não se importa de ir para o terreno marcar!!!!! Obrigado Roda Pedaleira por estes grandes momentos em família e com a família.

     
  • Às 11:05 da tarde , Anonymous Anelanep disse...

    Não sei o que se passa mas...
    pedi...
    implorei...
    para ter uma camisola...
    e nada...
    MAS...
    Entendo quem não pedala não merece
    ehehehehheh
    Posso dizer que os poucos momentos que estive com os DENTs...
    foi muito bom...
    como sempre...do fundo do coração
    OBRIGADOS A TODOS OS DENTs.

    ANELANEP :)

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial